V SCA – manhã e tarde do dia 23 de julho

/ setembro 14, 2016/ 0 comments

Se o primeiro dia do Simpósio foi marcado pela discussão da astrofotografia, o segundo dia começou com uma reflexão e resgate histórico do papel da mulher na sociedade, ciência e astronomia. A primeira atividade deste dia foi a mesa redonda Mulher, ciência e astronomia. Vários aspectos foram apresentados pelas debatedoras, mediados pela colega Deise Regina Lazzarotto. As colegas Margarete Jacques Amorim e Adair Cardoso fizeram um resgate histórico da atuação das mulheres na astronomia. Simone Marcon apresentou uma reflexão sociológica da privação da atuação da mulher na sociedade, ciência e astronomia ao longo da história. Por fim, a colega Gleici Kelly de Lima contribuiu com a discussão apresentando sua experiência pessoal de atuação junto ao Observatório Municipal de Videira. A discussão entre as debatedoras e os participantes do Simpósio foi muito proveitosa e mostrou a necessidade de voltarmos a essas questões em outros simpósios.

1 2 3

Encerrada a mesa redonda, tivemos o intervalo com a segunda sessão de apresentação dos trabalhos visuais. Nessa sessão, foram apresentados os trabalhos O ensino de e sobre ciência por meio da série de ficção científica Jornada nas Estrelas, de Alessandra de Souza Teixeira, do IFSC/Araranguá, Preparação para a Olimpíada de Astronomia e Astronáutica (OBA) no oeste catarinense, de Caroline Azeredo Luiz de França e Mateus Ezilio Pavan Scatolin, da UDESC/Pinhalzinho, e Estação de monitoramento de meteoros de Chapecó – EMC/SC – Exoss: alguns dados preliminares, de Diego de Bastiani, da Associação Apontador de Estrelas/Exoss/PMC.

Passado o intervalo, tivemos a terceira e última sessão de apresentações de trabalhos orais.

A colega Érica de Oliveira Gonçalves, da EBM Vitor Miguel de Souza, de Florianópolis, apresentou-nos possibilidades ensino da Astronomia, com as ferramentas que a sociedade tecnológica atual no proporciona, com o trabalho Educação em astronomia na cibercultura.

5 6

O colega Rafael Maciel, do Clube de Astronomia de Araranguá, apresentou a sua experiência com o ensino de Astronomia, na disciplina de Física, em uma turma de ensino médio noturno, com o trabalho Estudo da notação científica e ordem de grandeza utilizando uma escala do Sistema Solar como organizador prévio.

7 8

O Grupo de Astronomia na OBA foi o trabalho apresentado pelo colega Lucas Camargo da Silva, do NEOA-JBS, de Florianópolis, relatando a experiência e a importância da atuação de um grupo de astronomia na preparação de estudantes em geral, e a da sua, em especial, para a participação na prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.

9 10

A última apresentação oral do Simpósio coube aos colegas Diego de Bastiani, ganhador do prêmio  Prêmio Brazilício 2016, e  Robert Magno Purificação Siqueira. Apresentaram o trabalho  Pareamento de estações de monitoramento de meteoros Exoss em Santa Catarina, mostrando a atuação conjunta de duas estações de monitoramento de meteoros no oeste de Santa Catarina e os primeiros resultados obtidos.

12 11

Encerrada a última sessão de apresentações orais, fomos para o almoço, aguardando a chegada do último turno de atividades do Simpósio, com realização da última palestra convidada, assembleia e apresentação das associações presentes.

Assim que retornamos do almoço, fomos brindados com belas imagens do Sol, que puderam ser observadas através de um telescópio solar, do colega Samuel Müller.

13 14

Nesta última tarde do nosso evento, já com um certo tom de nostalgia, nosso colega Alexandre Amorim, apresentou-nos uma série de possibilidades para o estudo, pesquisa e ensino de astronomia, através da observação visual em geral, e da fotometria visual, em específico. Com a palestra convidada Observação astronômica visual ao seu alcance! mostrou-nos as potencialidades da observação visual de estrelas variáveis, cometas e meteoros.

15 16 18

Na sequência tivemos as apresentações das associações que estavam presentes. Foram compartilhadas as atividades do Observatório Municipal de Videira, por Odirlei Alflen, Núcleo de Estudo e Observação Astronômica José Brazilício de Souza, por Marcos Aurélio Neves, Clube de Astronomia de Araranguá, por Rafael Maciel, Grupo de Estudos de Astronomia da UFSC, por Frederico de Freitas Taves, Observatório e Clube de Astronomia de Brusque, por Silvino de Souza, e Associação Apontador de Estrelas, por Gilberto de Costa Reese.

19 20 2122 24

Além de apresentar o Grupo de Estudos de Astronomia da UFSC, o colega Frederico apresentou oficialmente a indicação da candidatura deste grupo e da UFSC para a realização do VI Simpósio Catarinense de Astronomia, em 2017.

Passadas as apresentações das associações, os participantes decidiram fazer uma pequena alteração na programação e iniciar imediatamente as últimas atividades do V Simpósio Catarinense de Astronomia, a assembleia e o encerramento.

A assembleia foi conduzida por mim, Daniel Iunes Raimann, da Associação Apontador de Estrelas e UDESC Oeste. Inicialmente levantamos os pontos de pauta. O colega Diego de Bastiani sugeriu que  a página eletrônica construída para o V SCA passasse a ser utilizada nos eventos seguintes. Além disso, sugeriu a discussão de um logo oficial para o evento e que a assembleia definisse a realização ou não de uma segunda exposição catarinense de astrofotografias. O colega Marcos Aurélio Neves sugeriu que assembleia refletisse sobre formas de atuação conjunta das associações de Santa Catarina que sejam implementadas ao longo do ano, que articule a atuação dessas associações. A discussão do local de realização do VI Simpósio Catarinense de Astronomia foi também discutida.

Com relação aos primeiros tópicos, definiu-se que a página eletrônica criada para esse evento será utilizada como ferramenta de organização dos próximos encontros. Definiu-se que a estrutura básica da logo do SCA, já utilizada nos cinco primeiros simpósios, deverá ser mantida, com as letras S e A entremeadas pela imagem da Lua em quarto crescente. Entretanto, outros elementos poderão ser inseridos, desde que não descaracterizem essas características essenciais. Decidiu-se pela realização da II Exposição Catarinense de Astrofotografias no próximo ano. Com relação as formas de articulação entre as associações do estado, definiu-se pela inclusão dentro do formulário de avaliação do VSCA de uma questão que solicite sugestões dos participantes de como se pode implementar essas ações.

Por fim, discutiu-se o local de realização do VI Simpósio Catarinense de Astronomia, em 2017. Os colegas de Jaraguá do Sul, que apresentaram a candidatura para a realização desse evento no ano anterior, durante o IV SCA, em Araranguá, retiraram sua candidatura por não terem condições estruturais de garantir a realização do VI SCA. O Grupo de Estudos de Astronomia da UFSC, reforçou o seu desejo de realizar o evento em 2017, contanto inclusive com o apoio e comprometimento da reitoria da UFSC.

Diante da candidatura apresentada e, não havendo outras associações interessadas em sediar o VI SCA, a assembleia aprovou por unanimidade a realização do evento, no próximo ano, em Florianópolis.

25

Ao final da assembleia foram sorteadas camisetas do evento para os participantes que ainda se faziam presentes.

Antes de irmos para o último coffee break, com as delegações preparando-se para retornarem as suas cidades, foi reforçado o convite a preencherem o formulário de avaliação do evento. Esse é o primeiro passo na preparação do VI Simpósio Catarinense de Astronomia, em Florianópolis, em 2017.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*